sexta-feira, 16 de dezembro de 2011

Custou, mas foi

Só ontem é que a carta do Xavier para o Pai Natal seguiu o seu destino.

Ainda que a tenha enviado em correio azul [é verdade, dei-me a esse trabalho], tenho cá para mim que ela deverá chegar a tempo, quanto mais não seja, do Natal de 2012 mas assim, e vendo a coisa pelo lado positivo, já fica o serviço adiantado isto se, até ao próximo ano, ele não descobrir que o-senhor-de-barbas-brancas-não-existe… bate na madeira!

Enquanto isso não acontece, este é um momento mágico para todos, feito como nos tempos de antigamente: com o Xavier a dizer-me o que escrever, redijo a carta para depois ele ir, todo feliz e contente, colocar o envelope nos correios, como eu fazia quando era criança.

Este ano a excitação foi maior por ter colocado o ENVELOPE na caixa azul, depois de lhe ter explicado que são essas que chegam mais rápido ao Pai Natal (o:

6 comentários:

PatLeal disse...

Oh!!! Lindo!!! O meu ainda acredita no Pai Natal ;))).

Bjocas

Marlene, Simão e Martim disse...

O Simão tb acredita.
Eu lembro-me que quando era criança vibrava com o Pai Natal. E numa noite de Natal acreditei mesmo que o vi no céu! É tão bom ser criança.
Beijos nossos

Velu disse...

Isso sim é a magia do Natal, não pelas prendas mas sim por acreditar em algo mágico, numa fantasia! Seria tão bom que essa inocencia permanecese sempre mesmo depois de sermos adultos!!! (Lá estou eu a sonhar!!)
Bjs

mãe pimpolha disse...

Então não há-de chegar a tempo, chega pois.
Beijocas

Barriguita disse...

mandavas um mail, certamente ele recebia.

acho fantástico que eles acreditem no Pai Natal... mas há uns caramelos com a mania de serem desmancha-prazeres que se lembram que renas a voar é algo um bocadinho improvável, não é?

bem, de qualquer forma, o Pedro estará proibido de falar nesse assunto a quem quer que seja - começando pela irmã - mas não prometo que ele não dê umas dicas ao Xavier.

Beijos!

SarDi disse...

São ótimos esses momentos. E chegou a tempo que o Pai Natal responde sempre :D


Beijocas