quarta-feira, 14 de maio de 2008

1ª Separação

Ontem tivemos mais uma sessão educativa, desta vez sobre a 1ª separação dos nossos filhos e sobre como devemos escolher a creche para eles.
Teoricamente, devemos encarar a separação como algo que terá que acontecer mais cedo ou mais tarde e pensar que a separação também trará algo de positivo, quer para eles, que convivem com outras crianças, quer para nós, afinal temos necessidade de continuarmos a nossa realização pessoal quer como mulheres quer como trabalhadoras.

Falou-se de inúmeros pontos essenciais na escolha da creche e fiquei a saber que podemos pedir o Projecto Educativo para o ano lectivo a decorrer para que possamos ficar inteiradas de todas as actividades que o estabelecimento pretende desenvolver ao longo de todo o ano.

Claro que na realidade é tudo um pouco mais complicado, afinal existem muito poucas vagas e por vezes a necessidade obriga-nos a fechar os olhos a muitas situações mas teremos que estar muito atentas a tudo porque se nos sentirmos mais seguras com as educadoras e com o estabelecimento em si conseguiremos fazer com que a separação se torne menos penosa.

Inscrevi o Xavier com 11 meses de antecedência (em Outubro do ano passado) para poder assegurar o seu lugar em Setembro… parece um pouco cedo demais mas aquando da inscrição ele já era o 3º menino inscrito e no caso do berçário não pode existir mais que 8 bebés por sala, como tal, quase que temos que inscrever primeiro os nossos filhos e só depois “fazê-los” ;o)


14 comentários:

Velu disse...

Pois Tété eu ando com o stress de volta ao trabalho, já que 2ª feira retorno à minha rotina, o que doi é a separação, mas isso vai ser sempre tenham eles a idade que tiverem! O Diogo tem 6 anos e se ele está fora mais tempo que o previsto, eu fico logo cheiiinha de saudades!!!Mães!! Não há nada a fazer!!!lol
Beijinhos
Vera,Diogo e Ricardo

liliana disse...

Eu também tenho de estudar isso, embora não tenha grande noção de como são os Infantários ou Colégios no Porto. Quero ir primeiro à consulta das 12 semanas e depois vou ter mesmo de me debruçar sobre isto. Infelizmente, não tenho pais nem sogros que me possam ajudar e terei de me separar cedo do meu rebento...

Beijinhos e obrigada pelo teu comentário no meu cantinho

Patricia disse...

Nossa que antecedência mesmo heim !
Nós estamospensando em por a Júlia no próximo ano letivo, mas vai ter que ser particular mesmo, pois como não sabiamos disso, agora acho que já nem vale a pena tentar uma pública né.
Mas acho que vai ser bom de qualquer maneira.
Beijos

PatLeal disse...

Custa um bocadinho, mas depois acabamos por nos habituar, um habituar ansioso.


Jocas grandes

Anabela disse...

Olha podem-me chamar o que quiserem mas a separação não me custou!
Aliás estava mesmo a precisar... tu tb foste um pouco mais precoce e por isso te tenha sido mais difícil não sei. Eu gosto muito de trabalhar e do contacto com outras pessoas passar o dia em casa confesso que não é para mim mas claro que é mt bom estar com o meu filhote.
Quanto a creche não tive esse problema pelas razões que sabes mas caso tivesse de procurar um dos aspectos mais importantes a meu ver é a existência de espaço exterior para brincar, claro que o projecto educativo é sempre importante mas de que interessa isso se as crianças permanecerem confinadas a quatro paredes. O Diogo adora ir para o parque quando o tempo permite, quem diz ele diz todas as crianças daquela creche em particular as das salas mais velhas porque já percebem e inclusive ficam aborrecidas de estar lá dentro o dia todo qd chove e faz mau tempo.

Bjs

{Estreladomar} disse...

Nem quero pensar nisso... já falta pouco para regressar ao trabalho.

Qto aos berçarios, aqui na minha zona, deixam muito a desejar. Escolhi uma ama em que tenho muita confiança.

;-)

dangerously in love disse...

Custa sempre a separação, mas é como tu dizes, masi cedo ou mais tarde tem de acontecer.
inscrevi a minha, para entrar em setembro também, em dezembro. Em principio entra...ainda não sei.
Beijocas

Mae Princesa disse...

A separação custa bastante..Mas é uma questão de pensar positivo e deixá-los bem entregues! Também inscrevi o salvador na creche com 3 meses de gravidez, só assim pude ter certeza que ele ficava onde queria. Olha, o encontro é longe de ti.....Bjo!

Cat disse...

Ai amiga, só de pensar na separação já doi...ainda me faltam uns meses, mas nem quero pensar muito nisso!!
De qualquer forma, já escolhemos uam ama para ficar com a Beatriz, alguém com referências e uma opção bem mais barata que as creches aqui na minha zona.
Quero deixar-te o meu mail para falarmos sobre o Infacol: catmalheiro@hotmail.com
E agradecer a tua preocupação com a minha princesa!!

Beijinhos

Mamã Pirata disse...

Eu chorei baba e ranho quando acabou a licença de parto.

Provavelmente irei á feira medieval.
BJS:)

Mimi disse...

passando... pk apesar da ausencia, n vos esqueço!
bjs

Maria José disse...

Aí amiga nem quero pensar nisso não quero ir trabalhar.
bjs

Susana Pina disse...

Venho deixar-te um bj muito grande e agradecer-te toda a tua amizade.
Bjs doces
susana

free browny disse...

eu tb inscrevi o tomás ainda nem sabia do sexo, por isso ficou: Bebé Tomás!!
e já ficou no 5ºlugar sem contar com os irmãos e filhos de trabalhadores!!
no final deste mês é k vou saber se entrou!!

jokinhas