quinta-feira, 29 de novembro de 2007

A nossa caminhada


Hoje venho contar, para quem não sabe, como começou a nossa caminhada para o desejo de sermos papás.

Em Junho de 2006, decidimos deixar a pílula para tentarmos a nossa sorte junto da D. Cegonha.

Engravidamos logo na 1ª tentativa o que foi uma surpresa para nós porque dizem que quando se toma a pílula há muitos anos (eu já tomava à cerca de 13) a dificuldade em engravidar é um pouco maior. Tiro certeiro!

Tudo óptimo, até às 19 semanas, quando iríamos fazer uma ecografia para saber o sexo e aí o médico, bastante conceituado no Porto (e bastante negligente também!!!) onde eu andava a ser seguida, aconselha-nos a fazer a amniocentese devido à falta de líquido amniótico mas que de resto estava tudo bem. TRETAS!!!

Procuramos uma 2ª opinião e mal cheguei ao consultório desta médica, ela ao olhar para as ecos que eu trazia do outro médico disse logo:
- Este bebé não é normal.... Ou tem trissomia 13 ou 18!

Choque total para nós... o nosso coração GELOU!

Com nova eco foi realmente confirmado que o bebé não estava bem e a dita médica direccionou-me logo para o hospital onde ela trabalha, para fazer outras ecografias e confirmar as trissomias, mais por descargo de consciência já que era quase certo termos que avançar com a interrupção da gravidez.

Confirmaram-se os prognósticos e na semana seguinte fiz a amniocentese, já que era necessária para que os médicos pudessem avançar com a interrupção, tão tardiamente.

Internaram-me para induzirem o parto e depois de 2 dias e muito sofrimento, a nossa Matilde nasceu, já sem vida, no dia 18 de Outubro de 2006, pelas 23,36h.

Depois de 3 ciclos de repouso, decidimos voltar a tentar, já que a nossa vontade de sermos papás era imensa e claro está que voltei a engravidar logo na 1ª tentativa!

Como costumo dizer, o J. sopra-me no ouvido e eu engravido logo!
Entretanto estranhei que nesse mês tive perdas de sangue por 2 vezes e achei que deveria ser alguma disfunção devido ao parto e ao consultar a minha médica esta disse-me que estava de novo grávida e que infelizmente estava a ter um aborto espontâneo.

Achamos um pouco demais, perder 2 bebés em 4 meses e para tentar manter a nossa sanidade mental, decidimos voltar a tomar a pílula por uns tempos… deixar andar, um mês após o outro, e logo decidiríamos o que fazer.

Eis que em Maio aparece-me uma infecção num dente com necessidade de tomar antibiótico e claro está que este cortou o efeito da pílula e... de novo grávida!

Com isto tudo, esperamos o nosso Xavier com muita ansiedade e alegria e apesar de nenhum filho substituir o outro, sabemos que ele tem uma mana lá no céu, que estará sempre a olhar por nós!

Também descobri AMIGOS que jamais pensei ter e tive (ainda mais) a certeza que tenho o melhor homem do mundo ao meu lado!

Apesar das perdas dos meus filhos marcarem-me para toda a vida, principalmente a perda da nossa Matilde, quero que com o meu testemunho, todas as mulheres que lutam pelo sonho de serem mães, jamais desistam porque o que vos estiver reservado, há-de acontecer mais tarde ou mais cedo, por isso não desesperem e lembrem-se:

Os ventos que às vezes tiram algo que amamos
São os mesmos que nos trazem algo que aprendemos a amar
Por isso não devemos chorar pelo que nos foi tirado
E sim aprender a amar o que nos foi dado
Pois tudo aquilo que é realmente nosso
Nunca se vai para sempre!

Acreditar SEMPRE, desistir NUNCA!


PARABÉNS
à Laura da mamã Raquel por mais um mês de vida!


16 comentários:

Raquel (persiana) disse...

És uma mulher de coragem!
Parabéns pela preserverança!
Beijinhos

kel disse...

Já conhecia a tua história e sinto verdadeiramente que a Matilde é um anjo e que também olha pela minha filha visto elas serem companheiras. Com isso, sinto-me mais segura.Contigo aprendi muita coisa e incrivelmente o teu Xavier vai ter um nome que eu adoro e que era quase certo escolher se tivesse um menino. Espero poder ir ao Norte em breve. Adorava conhecer-te pessoalmente. afinal és a mãe de um anjo que guarda todos nós!
És mesmo forte! admiro-te muito!
beijos grandes
Raquel

Anónimo disse...

:') Mulher coragem! Obrigada por este testemunho.

Que Deus te abençoe sempre! A ti, ao Xavier e ao Papá.

Tudo de bom.

Patrícia

Anónimo disse...

Como sempre as tuas palavras tocam no fundo da alma mas como já sabes o nosso sonho está a caminho. Já falta pouco.

Vocês são os meus anjos.

PS.... beijos daquele que te sopra ao ouvido

catia disse...

amiga conhecia a tua historia e admiro-te bastante,espero e acredito que es filho é a luz na vossa vida, tudo de bom,beijo grande da maria,bia e cláudio e cátia

Mimi disse...

Pois é... foi uma caminhada nada facil...(ja conhecia a historia de outras paragens :)) mas foi essa tua coragem k me fez sp gostar de saber de ti e respeitar te enkanto mulher!
um beijao pra ti e po Xavier!!
bom fds

Cat disse...

Ol� amiga!
C� estou eu para acompanhar a tua caminhada. Eu j� te conhecia tamb�m da At�mis...infelizmente.
Um beijinho grande

Anabela & Diogo disse...

A tua história é mesmo incrivel, és uma mulher de armas. Nada na nossa vida acontece ao acaso, infelizmente uma perda nunca será esqueçida mas se Deus nos faz passar por essas coisas lá terá alguma razão de ser. Sei que à um ano atrás não estava a ser fácil, mas um ano depois está a ser optimo e maravilhoso!
O Xavier está quase a chegar, falta tão pouco e passou tão depressa, não foi?

Bjs

Lil disse...

depois de tanta peripecia, ha uma alegria compensadora :)
bjus

sonia disse...

Já conhecia a tua história, mas não pude deixar de ficar arrepiada com a mesma e com uma lágrima no olho!

Beijoquinhas grandes e muita força!!!

Maria José disse...

És uma grande mulher, pela tua Força e Coragem
Mil beijinhos

Maria Pereira disse...

Amiga

A tua caminhada não foi nada fácil, infelizmente muitas de nós que queremos tanto ter um filho para lhe dar mimos e amor, temos de percorrer um caminho longo e cheio de curvas, mas o importante é chegar ao fim desse caminho, por muito que lá custe chegar.

Bjs aos montes e bom fim de semana

Maria Pereira

free browny disse...

olá linda,
brigada pelo comentário e pela visita ;)
por mais triste que a historia seja, tem sempre um final feliz!!
ai vem o vosso mais lindo chavier!!
também tive uma perde em setembro de 2006, fui submetida a uma raspagem por ter uma gravidez nao evolutiva, é realmente muito doloroso!!
tudo a correr bem!!
jokinhs grandes
filipa & tomás

ana.guedes disse...

Tete ja conhecia a tua caminhada....e imagino que até o facto de estares a escrever e reviver a tua historia te tenha feito sofrer. Mesmo agora, que foste novamente abençoada e que vives momentos de imensa felicidade, mas que nunca esta completa. Não consigo imaginar a vossa dor,por mais que tente....mas consigo agradecer-te por partilhares novamente a tua história e dares alento a quem esteja a passar por algo semelhante. E como tu sabiamente dsseste no poema "...aquilo que é realmente nosso nunca se vai para sempre."
Bjs triplos para ti, para o Xavier e para esse homem e pai fantástico que tens a teu lado.
ana.guedes

Mae Princesa disse...

Nunca perdi nenhum filho, mas só de pensar nisso o que sinto no peito dá para ter uma pequena ideia do que passaste...Mas agora o importante é que vais ter o teu principe! Descobri te através da Andressa e vi que eras portuguesa como eu. Visita o meu blog. Bjoca

Danyfc disse...

Que lindo tete o seu blog! Linda sua história para ser mamãe, já conhecia e muita gente conhece! Muita saúde e tudo de bom para vocês! Beijocas Danyfc e Nanda